CODEPSI

BUSCA AVANÇADA
< voltar

Ensaio

O Amor - Um encontro com o objeto – A questão do amor transferencial

Maise Resnick
9/2001

 

 

Percorremos este estudo tratando o amor enquanto uma manifestação por sabermos que segundo Freud, as manifestações humanas teriam seu sentido determinado à partir da fusão das pulsões. E quanto a isto nos diz que: “Jamais temos que lidar com a pulsão de vida pura ou pulsão de morte pura, mas apenas com a mistura delas em quantidades diferentes” (2) (Freud,1924 a.p.205). 

Podemos, então, deixar ao nosso leitor, a seguinte questão: no amor transferencial, teríamos uma prevalência da pulsão de vida, representada pelo amor em sua tentativa de preservar o eu? 

Se a resposta a esta questão for de caráter afirmativo, teremos, então, um indicativo para confirmação de nossa hipóteses – o amor como força de criação e conservação da vida.

______________________________

(1) “Como os hospedeiros da biologia” – organismos, nos quais microorganismos se alojam, a fim de garantir seu desenvolvimento.

(2) O grifo é nosso.

 Maíse Carneiro Resnick é psicóloga cooperada da CODEPSI.

Página         
Página         
< voltar
Os textos podem ser divulgados ou reproduzidos, integralmente, desde que mantenham as informações sobre o autor e sobre a CODEPSI.

Telefone: (21) 4141-9087
© 2018 CODEPSI. Todos os direitos reservados. | Política de Privacidade
Créditos: D| Design Estratégico e Interage Solutions