CODEPSI

BUSCA AVANÇADA
< voltar

Ensaio

A Expressão da Sexualidade na Contemporaneidade *

Patrícia Palombini de Alencar
1/2005

 

E, portanto, é a partir das questões edipianas que aparecem transformações na vida sexual que conduzem a forma definitiva e adulta. O recalcamento irá se dar a partir do abandono das zonas erógenas bucal, anal e fálica, havendo o abandono das descargas sexuais nestas, que passam a não ser mais fontes de excitação. A pulsão sexual, até então auto-erótica, passa a buscar um outro fim sexual, tornando-se a zona genital o objetivo das pulsões por excelência.  É neste contexto que se dá a descoberta do objeto sexual.

Todavia, a pulsão sexual permanece sempre independente de um objeto em sua origem, mas, como vimos, por decorrência do processo de recalcamento, a pulsão necessita de um objeto, a partir deste momento (fase genital), para que alguma satisfação possa se dar, pois, é a partir de então, que a pulsão sexual terá como via de descarga os processos libidinais, os quais se formarão a partir da busca de um objeto. Por conta deste fato, o objeto sexual faz, em termos de importância, sempre um papel secundário. Garcia Rosa (1988) também salienta a manutenção do objetivo original da pulsão sexual na fase adulta, dizendo que neste momento ambos os objetivos se fundem – o que subordina a pulsão sexual a função reprodutora e o objetivo de obtenção de prazer.

Garcia-Rosa também pontua o fato de que objeto para Freud é aquilo que sempre está relacionado à pulsão e ao inconsciente e não a algo que emerge em face da consciência. E, também completa, dizendo que o objeto não é da ordem das coisas e, sim, da ordem do simbólico.  Segundo o autor, na fase genital, o objeto funciona como um objeto total, e não mais parcial como nos primórdios.

Contudo, a descarga sexual não irá se produzir somente a partir de estímulos sobre os órgãos sexuais, mas também a partir das representações de lembranças de excitações conseqüentes das antigas zonas sexuais. Freud já percebia a importância do desenvolvimento sexual infantil para a constituição da sexualidade adulta, priorizando os momentos primordiais e lhes atribuindo a função de fundadores do desenvolvimento subseqüente, o qual dependeria inteiramente dos primeiros traços da sexualidade. Para ele, as impressões esquecidas (pelo recalque) deixam sempre traços profundos nas mentes e conseqüentemente, interferem no a posteriori. Segundo Freud:

 

Página          10  11  12  13  
Página          10  11  12  13  
< voltar
Os textos podem ser divulgados ou reproduzidos, integralmente, desde que mantenham as informações sobre o autor e sobre a CODEPSI.

Telefone: (21) 4141-9087
© 2019 CODEPSI. Todos os direitos reservados. | Política de Privacidade
Créditos: D| Design Estratégico e Interage Solutions