CODEPSI

BUSCA AVANÇADA
< voltar

Ensaio

A Expressão da Sexualidade na Contemporaneidade *

Patrícia Palombini de Alencar
1/2005

 

contra as pulsões. Contudo, diz que este mecanismo não se estabelece desde os primórdios, sendo somente no período de latência:

“que se constroem as forças psíquicas que irão mais tarde impedir o curso do instinto sexual e, como barreiras, restringir seu fluxo – a repugnância, os sentimentos de vergonha e as exigências dos ideais estéticos e morais” (Freud, 1905:181).

Em 1915, Freud expõe que esta exigência, que nomeia de censura do inconsciente, é a causadora do mal-estar nos sujeitos: “... a repressão transforma uma possibilidade de prazer numa fonte de desprazer” (Freud, 1915: 21). E, é dito que o objetivo do recalque é afastar determinadas coisas para o inconsciente, mantendo-as longe do consciente. Ressalta também, que o material recalcado exerce uma pressão continua sobre o consciente.

Anteriormente, em 1905, Freud já diz que devemos considerar o recalque como um fator interno que atua junto a fatores externos como a limitação da liberdade, a impossibilidade de encontro com o objeto sexual normal etc. Tendo um caráter individual, o recalque é posto por Freud como responsável pela formação de sintomas nos pacientes neuróticos, tornando-se os próprios sintomas a atividade sexual da neurose. Nos termos de Freud: “os sintomas constituem a atividade sexual do paciente” (Freud, 1905: 166). Ainda sobre a formação dos sintomas e sua ligação com a pulsão sexual recalcada Freud diz que:

“... êsses sintomas são substitutos – transcrições, por assim dizer – de diversos processos psíquicos, desejos e vontades emocionalmente carregadas de energia libidinosa que, por obra de um processo psíquico especial (repressão), foram impelidos de obter descarga em atividade psíquica admissível para a consciência”. (Freud 1905: 166). 

Laplanche esclarece, dizendo que os sintomas são realizações de desejos sexuais que se efetuam de forma deslocada para poder passar pela censura. O recalque, em geral, portanto, para Freud, é uma das forças que levariam a restrição do objetivo sexual, contudo, este não se aplica aos órgãos genitais, os quais serão os focos da sexualidade na fase adulta.

 

Página          10  11  12  13  
Página          10  11  12  13  
< voltar
Os textos podem ser divulgados ou reproduzidos, integralmente, desde que mantenham as informações sobre o autor e sobre a CODEPSI.

Telefone: (21) 4141-9087
© 2019 CODEPSI. Todos os direitos reservados. | Política de Privacidade
Créditos: D| Design Estratégico e Interage Solutions