CODEPSI

BUSCA AVANÇADA
< voltar

Ensaio

A dor como um possível recurso da existência *

Vera Maria da Costa Santos Tostes
5/2006

 

o poder de fazer cessar todas as angústias, todas as incertezas, visando despertar o corpo para um estado de maior bem-estar: esse corpo que se oferece e se torna sedutor de muitas formas é um corpo liso, sem dor, sem velhice, sem defeito. 

 No entanto, esse corpo perfeito não passa de uma imagem, existindo somente nas capas de revistas, na propaganda, nos programas de televisão. A única coisa que lhe falta é sua intensidade, e esta se encontra justamente no corpo desviante do modelo idealizado de perfeição e beleza: corpo drogado, viciado, compulsivo, em pânico ou depressivo. Na verdade, o corpo só aparece real quando falha, mostrando-se de carne e osso, com buracos e imperfeições. 

 O ofício do psicanalista implica trabalhar com a palavra, com a representação, as fantasias, o simbólico. Assim sendo, o que fazer quando somos desafiados por esses pacientes, cuja demanda se resume em fazer cessar o sofrimento? Como lidar com alguém que não sabe sentir dor, que tem horror ao vazio, que deve estar sempre pleno, volumoso, para garantir uma identidade nem que seja artificial? 

 Responder estas questões requer, antes de tudo, a articulação entre teoria e prática clínica, tendo em conta que não pode haver experiência de psicanálise sem alguma metapsicologia, garantindo, assim, os parâmetros de cientificidade. É a partir da experiência clínica que o trabalho teórico adquire sentido, mostrando-se capaz de engendrar novas possibilidades interpretativas dos textos psicanalíticos, que permitam refletir sobre as diversas formas da presença do corpo no contexto terapêutico. 

 As metapsicologias são “construções teóricas” nas quais se expressam e se articulam modos de relação historicamente determinados. Contudo, esses modos de relação só operam quando o analista é afetado pelos

Página          10  11  12  13  
Página          10  11  12  13  
< voltar
Os textos podem ser divulgados ou reproduzidos, integralmente, desde que mantenham as informações sobre o autor e sobre a CODEPSI.

Telefone: (21) 4141-9087
© 2018 CODEPSI. Todos os direitos reservados. | Política de Privacidade
Créditos: D| Design Estratégico e Interage Solutions