CODEPSI

BUSCA AVANÇADA
< voltar

Resenha

Divã, de Martha Medeiros

Carmen Teresinha Frota B. Bastos
3/2006

Acabei de ler Divã de Martha e o li como quem bebe tragos de uma bebida forte e aveludada. Era gole atrás de gole e quando dei por mim estava tragada por essa leitura inquietante e lúcida, quente e bem humorada. Resolvi dividir com vocês esse “divã”.

A personagem é Mercedes, uma mulher de quarenta anos e tal, bem casada, com três filhos, profissão: professora de matemática e seu hobby, pintura. Vida sem apertos, sem contas atrasadas, com direito a férias, 13°, cinema, teatro e outras diversões. Amigos escolhidos a dedo, mas certos de se configurarem nessa dimensão; uma vida sem tragédias e sem lamentos; porém, algo lhe escapa. Deita no divã em busca da verdade, da sua verdade. Inquieta-se como se as contas matemáticas, tão exatas de até então, não revelassem muitas de suas imprecisões. As contas não batem!

Lopes é o psicanalista, é esse Outro a quem Mercedes irá se interrogar. “Sou eu que começo? Não sei bem o que dizer de mim”. E segue dizendo. “Não me sinto uma mulher como as outras. Por exemplo: odeio falar de crianças, empregadas e liquidações. (...) Mas segui todos os mandamentos de uma boa menina: brinquei de boneca, tive medo do escuro e fiquei nervosa com o primeiro beijo. (...) Penso como um homem, mas me sinto como uma mulher. (...) Vivo cercada de pessoas, mas nunca somos nós mesmos na presença de testemunhas. (...) Sou tantas que mal consigo me distinguir. (...) São algumas mulheres numa só, e alguns homens também. Prepare-se para uma terapia de grupo”.

Mercedes ousa se revirar pelo avesso e encarar cada rosto, afinal todos falam de uma faceta sua. É hora de reescrever o script e rever cada cena. “Sinto que estou para atravessar uma fronteira, por invadir um terreno desconhecido, é como se esse consultório fosse a alfândega que vai me dar o visto de entrada para passar para o lado mais oculto de mim”.

 

Página      
Página      
< voltar
Os textos podem ser divulgados ou reproduzidos, integralmente, desde que mantenham as informações sobre o autor e sobre a CODEPSI.

Telefone: (21) 4141-9087
© 2018 CODEPSI. Todos os direitos reservados. | Política de Privacidade
Créditos: D| Design Estratégico e Interage Solutions