CODEPSI

BUSCA AVANÇADA
< voltar

Artigo

TRANSTORNOS ALIMENTARES

Marize Rena de Queiroz
1/2011

As complicações decorrentes dos transtornos alimentares são de ordem física e emocional, necessitando uma abordagem multi-profissional para dar conta de uma situação tão complexa e que não se restringe a uma simples dieta alimentar. Estamos vivendo em uma sociedade que cultua a beleza, tendo o corpo magro como modelo ideal de beleza, deixando de lado a parte saudável, que deveria ser o desejável. Isso pode causar transtornos emocionais correlacionados a auto-estima das pessoas e comprometer a saúde como um todo.

Estes transtornos alimentares podem se manifestar de várias formas, são elas:

ANOREXIA NERVOSA: os primeiros sintomas costumam aparecer na adolescência. A pessoa perde peso de forma exagerada, ficando bem abaixo do seu peso ideal, que deve ser compatível com sua altura, porem continua acreditando que está gorda, nunca ficando satisfeita com sua imagem corporal. Nas mulheres a menstruação muitas vezes desaparece e os homens costumam apresentar impotência sexual.

BULIMIA NERVOSA: Na bulimia ou o comer compulsivo, após uma grande comilança, a pessoa sente-se culpada e depois eliminam o excesso de calorias através de jejuns prolongados, vômitos auto-induzidos, uso de laxantes, diuréticos ou enemas ou a prática obsessiva de exercícios físicos. Outros recorrem a uma combinação dessas práticas. As pessoas conseguem esconder esses problemas por um longo período de tempo, porque na maioria das vezes, escondem essas práticas das pessoas que estão ao redor do seu convívio, porque não perdem a consciência de que estão fazendo algo indesejado, porem não tem o controle sobre sua ação.

TRANSTORNO DO COMER COMPULSIVO: A pessoa costuma a desenvolver esse sintoma como uma resposta ao sofrimento psíquico a ansiedade e o estresse.
CAUSAS
: As pessoas necessitam de comer X calorias por dia para satisfazer suas necessidades de energia. O que comem além desse X não é com o intuito de satisfazer suas necessidades calóricas, e sim pelo prazer que obtêm através da comida. Geralmente são pessoas com a autoestima baixa e que buscam uma compensação desastrosa para sua saúde através da comida.  Após uma extravagancia alimentar costumam sentir-se culpadas e deprimidas. Indivíduos com bulimia são geralmente mais ansiosos e tensos, e com isso, costumam ingerir altas doses de álcool e outras drogas.
SINTOMAS COMUNS:
·  
Perda de peso em período relativamente curto (anorexia nervosa)

·   Continuar regime alimentar apesar de emagrecimento extremo (anorexia nervosa)

·   Interrupção da menstruação (anorexia nervosa)

·   Interesse exagerado por alimentos e desenvolvimento de estranhos rituais alimentares. (anorexia e bulimia nervosa)

·   Comer em segredo. (anorexia nervosa, bulimia nervosa e transtorno do comer compulsivo)

·   Obsessão por exercício físico. (anorexia e bulimia nervosa)

·   Depressão grave. (anorexia nervosa, bulimia nervosa, transtorno do comer compulsivo)

·   Ingestão compulsiva e exagerada de alimentos. (bulimia nervosa e transtorno do comer compulsivo)

·   Vômitos ou uso de drogas para indução de vômito, evacuação ou diurese. (bulimia nervosa)

·   Alimentação excessiva sem nítido ganho de peso. (bulimia nervosa)

 

< voltar
Os textos podem ser divulgados ou reproduzidos, integralmente, desde que mantenham as informações sobre o autor e sobre a CODEPSI.

Telefone: (21) 4141-9087
© 2018 CODEPSI. Todos os direitos reservados. | Política de Privacidade
Créditos: D| Design Estratégico e Interage Solutions